O que é melhor? Fundar uma startup ou se unir ao time de uma?

Startups são as empresas da moda hoje, todo mundo quer começar ou se juntar a uma, mas afinal, qual das duas opções é a melhor?

Fundar uma Startup ?

É professor de empreendedorismo pelo MIT e fundador do Empreenda Junto

11 de janeiro de 2017

Não existem mais dúvidas de que as startups são as empresas do momento, a chance de crescimento exponencial e transformar uma simples ideia em uma empresa multibilionária enquanto muda o mundo, fazem com que os olhos de muitas pessoas brilhem.

Mas nem tudo são contos de fadas, fundar uma startup, assim como qualquer empresa é um desafio gigantesco, e nesse caso em particular, ao trabalhar com um cenário de incerteza ainda maior do que a média e com expectativas gigantes, a frustração do fracasso que é muito mais comum do que a mídia faz parecer, acaba sendo igualmente desastrosa.

Por isso, gostaria de abordar um pouco a questão sobre o que é melhor: Fundar uma startup, ou se unir a algo que outra pessoa está criando?

O que faz um Founder

O primeiro ponto importante a ser considerado é o que faz um founder (fundador). Muitos pensam que é preciso saber programar, ou criar coisas, e enquanto isso é verdade no começo, a medida que o negócio se desenvolve o founder passa a assumir uma função cada vez menos operacional e mais estratégica no negócio.

Em um determinado ponto, o sonho de poder programar o melhor software do mundo, ou criar o próximo robô que vai ajudar a mudar a vida das pessoas, é trocado pelo quase pesadelo de gerir o negócio que vai permitir que isso aconteça.

Founders de modo geral passam por um processo onde começam fazendo quase tudo, e em seguida passam a se especializar em garantir que o negócio aconteça. Montando times, atraindo talentos, traçando estratégias para atrair clientes e lidando com investidores e stakeholders (pessoas que de alguma forma, possuem controle ou gerência sobre a startup).

Dessa forma, é inevitável que em um determinado momento todo founder precise escolher um dos três caminhos: Delegar a função de CEO para um “CEO Profissional”, se adaptar a vida de CEO e entender que agora ele é mais um planejador do que executor, ou vender a sua empresa e partir para outra em um exit. Isso é claro, considerando que a startup sobreviva tanto.

Não é para todos

Considerando isso, é quase redundante falar que ser o founder ou CEO não é para todos, mas isso não significa que você não possa se juntar a uma startup logo no começo.

Ao longo dos anos, conheci literalmente centenas de pessoas incríveis, que seriam péssimos CEOs, ou mesmo founders, mas que são adições incríveis ao time de qualquer negócio.

Programadores, designers, especialistas em relações humanas. Pessoas que jamais conseguiriam abandonar o contato diário com aquilo que são as melhores, mas que exatamente por isso seriam capazes de ajudar founders a criarem os melhores negócios.

Imagine se você por exemplo é um ou uma designer incrível, que não consegue pensar na sua vida sem lidar com isso todos os dias, ou quem seja um developer que não se vê parando de escrever linhas de códigos.

Você sem dúvida seria uma adição incrível para qualquer time, mas não necessariamente seria a melhor pessoa para montar e liderar um.

Mas ainda quero mudar o mundo

Existe uma ideia de que as startups estão aí para mudar o mundo. Bem, sem dúvidas elas estão mudando muita coisa, e algumas realmente querem mudar o mundo como conhecemos hoje.

Mas você não precisa começar uma para fazer isso. Sites como o 10Starters permitem que você encontre startups que estão começando agora e precisam de pessoas no seu time.

Você pode encontrar empresas jovens, com um grande potencial. Você pode se unir com essas empresas, escolhendo aquelas que melhor compartilham dos seus sonhos e aspirações, e ajudando a construir algo revolucionário em conjunto.

Eu definitivamente quero criar uma startup

Ok, se você acredita ter o que é preciso para criar uma startup, o primeiro passo é entender que inevitavelmente você vai precisar de um time.

Mas para que qualquer pessoa se uma ao seu time, você precisa de algumas coisas. Entender que sua ideia não é a coisa mais importante e que provavelmente ela será modificada é crucial.

Aprender a valorizar o tempo das pessoas que se unirem a você durante essa jornada também. Minha maior dica nesse aspecto é sempre buscar validar sua ideia antes de chamar qualquer outra pessoa.

Plataformas como o Empreenda Junto que sou o Founder, podem te ajudar nisso,  te conectando a pessoas que também estão na jornada para empreender e podem ser grandes adições ao seu time.

Conclusões

A grande questão é que não existe algo que seja melhor ou pior, essa condição é totalmente relativa a você. Ás suas aspirações, e ao que está disposto a fazer.

O que vale aqui é lembrar que não existem garantias.

Sim, geralmente é o founder quem recebe os louros por uma startup de sucesso, mas 98% delas fracassam, e a muitos dos primeiros funcionários do Facebook e de outras empresas famosas ganharam mais dinheiro do que a esmagadora maioria dos empreendedores jamais vai.

 

Gostou desse artigo? Então visite o Empreenda Junto 

Compartilhe:
Classifique: