StartSe Base: Medien centraliza processo de cotação de gráficas

A agência pode pedir um orçamento para várias gráficas de uma vez só e é ela mesmo que define a data limite para recebe-los

orcamento

Lucas Bicudo é repórter do Portal StartSe.

6 de janeiro de 2017

Atualmente o processo para se fazer uma cotação de impressão de um material gráfico, seja um cartão de visitas, um panfleto ou uma embalagem é muito trabalhoso, demorado e ineficiente. O problema já começa para encontrar uma gráfica. As agências precisam rodar o Google, preencher formulários de contato nos sites, pedir indicações. Depois de passar por essa etapa, começam as trocas de e-mails, ligações, WhatsApp e tem que ficar no pé do fornecedor o tempo todo para conseguir um simples orçamento dentro do prazo.

“Isso faz parte da minha rotina, dentro da minha agência de publicidade. Certa vez, precisei fazer uma cotação de uma embalagem com urgência. Tive que cobrar retorno da gráfica 12 vezes, liguei 4 vezes, ainda assim o tempo de retorno entre um e-mail e outro era de 7 dias – isso comigo no pé dos caras. No fim das contas, a gráfica não atendia minha demanda. Como as outras 2 gráficas que encontrei não me retornaram, acabei perdendo o negócio”, começa Gulherme Lisa, CEO da Medien. (confira seu perfil na base do StartSe)

Essa é uma startup que centraliza todo esse processo. Nela, a agência pode pedir um orçamento para várias gráficas de uma vez só – e é ela mesmo que define a data limite para recebe-los. As gráficas, por sua vez, já são pré-cadastradas com tags, que dizem o que cada uma tem capacidade de produzir.

Após um retorno, o usuário pode comparar o preço, frete, distância, tempo de produção e escolher o melhor fornecedor para negociar. Aí é só fechar o negócio e acompanhar o status de produção pela própria plataforma.

“Um dia cheguei em casa e encontrei meu irmão na cozinha e começamos a conversar. Ele é publicitário e faz seus freelas. Nesse dia, ele me disse que precisava fazer um orçamento para um dos clientes dele e que era a maior dor de cabeça fazer esse tipo de trabalho, que era difícil encontrar um fornecedor e quando encontrava os caras não retornavam. Então ele teria que mandar para uns 10 fornecedores para conseguir 3 orçamentos e comentou comigo: e se tivesse um jeito de cotar tudo de uma vez, num lugar só? Na hora, peguei o celular e liguei para o Pedro, meu sócio, e disse: cara achei um problema de verdade, não um problema só meu, não um problema só do meu irmão, mas um problema de todo o mercado. E assim surgiu a Medien”, continua.

Para as gráficas, com o avanço do marketing digital, o mercado ficou muito competitivo. Então elas precisam ampliar o número de leads, ou seja, receber mais propostas de orçamento para poder fechar novos negócios. E para isso, precisam investir num bom site, num bom SEO, em adwords, redes sociais, um time de vendas porta a porta, ou até se transformar em uma gráfica online. Isso custa muito dinheiro.  A Medien oferece valor bastante acessível para cobrir todos esses serviços.

Para se ter uma ideia, são 155 mil empresas que movimentam 45 bilhões de reais por ano no mercado gráfico brasileiro, e a previsão, segundo a Abigraf, é que em 2017 o mercado crescerá mais que o dobro da média mundial e alcançará o posto de 8º maior mercado gráfico do mundo.

“Nossa previsão de lançamento da plataforma ao público é maio de 2017, e neste momento estamos selecionando agências de publicidade, freelancers e gráficas. Interessados em testar a plataforma só precisam acessar o site e se inscrever”, finaliza.

Confira um vídeo:

Esta startup está cadastrada na Base do StartSe! Cadastre você também, se for empreendedor, investidor, mentor profissional ou instituição! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

Receba o melhor do nosso conteúdo para te ajudar

Compartilhe:
Classifique: