Startup do Cubo: Take lança solução de chatbot para atendimento inteligente

Empresa mineira destaque em tecnologia móvel desde 1999 lança nova marca e estratégia de mercado para acompanhar as tendências

comunicacao

Lucas Bicudo é repórter do Portal StartSe.

21 de novembro de 2016

O Cubo Coworking Itaú recentemente comemorou seu primeiro aniversário e promoveu um evento para empreendedores, investidores, representantes de grandes empresas, imprensa, startups e influenciadores do ecossistema. O StartSe esteve lá e teve a oportunidade de conhecer de perto as residentes da casa e seus projetos inovadores. Queremos te contar uma por uma, por isso damos início a série Startups do Cubo. A de hoje é a Take.

A Take.net, empresa mineira que atua no mercado nacional de tecnologia móvel, agora pivota seu negócio e assume apenas o nome Take. A atitude retrata não apenas a mudança de marca, mas também de posicionamento, já que a empresa também lança uma nova solução: o BLiP, focado em chatbots – sistemas de comunicação automatizada dentro de aplicativos de mensagens.

A nova aposta da empresa em interatividade multimídia via mensagem é uma forte tendência nos mercados internacionais, gerando interesse de empresas como Facebook e IBM. A plataforma lançada pela Take permite que empresas criem contatos inteligentes: canais de atendimento, vendas, cobranças e conteúdo em vários aplicativos de mensagens – Facebook Messenger, Skype, Telegram, e-mail e SMS (o WhatsApp hoje não é aberto a esse tipo de tecnologia, mas as previsões indicam que ele deve abrir em breve para os chatbots).

“As pessoas querem dialogar com as empresas da mesma forma em que conversam entre si: via mensagens. Queremos fazer dessa visão uma realidade”, afirma Roberto Oliveira, CEO da Take. De acordo com ele, o principal diferencial do BLiP frente aos concorrentes é o suporte ao atendimento humano. “A comunicação automática não será capaz de resolver todos os problemas de cliente de maneira assertiva. Assim, oferecemos suporte para que os atendentes assumam casos mais complexos, que o software não pôde solucionar”, explica.

A Take foi criada em 1999 com a proposta de levar internet móvel – naquela época apenas uma tendência promissora – ao dia a dia das pessoas. Já nos primeiros anos de vida, a empresa teve crescimento vertiginoso, alavancado pelos ringtones.

“Envie o nome da música para 49810 e receba seu ringtone”. Essa frase representou uma revolução para a telefonia nacional e catapultou os negócios da Take. A empresa foi pioneira e líderes em distribuição de ringtones na primeira metade dos anos 2000.

No período dos ringtones, a Take formou parcerias com as operadoras nacionais e desenvolveu uma plataforma integrada com seus sistemas. Essa tecnologia apoiou empresas a viabilizar seus serviços móveis em todo o Brasil.

Utilizando a plataforma, a companhia desenvolveu e gerenciou para as operadoras serviços de comunicação e conteúdo via SMS, como Tim Music Store, Vivo Chat e Vivo Dieta. A equipe lançou ainda o SMS a cobrar em todo o país e entrou no ramo de SMS Marketing.

Contatos Inteligentes e chatbots: As conversas via web chegam com força total no mundo mobile. A empresa muda a estratégia para apoiar empresas a criarem serviços de conversação multimídia.

Hoje: A Take lança o BLiP, para permitir que a qualquer empresa possa disponibilizar serviços via troca de mensagens.

Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

Receba o melhor do nosso conteúdo para te ajudar

Compartilhe:
Classifique: