5 startups são selecionadas para o Track, programa de aceleração da Visa

Depois de uma tarde inteira de pitches, as 5 finalistas foram selecionadas por um comitê de avaliação formado por executivos da Visa, GSVLabs e Kyvo

Isabela Borrelli é repórter do Portal StartSe

26 de abril de 2017

A seleção das startups que participarão do Track, programa de aceleração da Visa em parceria com a Kyvo e a GSVLabs, chegou ao fim. Depois de dois meses de inscrições abertas, 3,7 mil acessos no site e cerca de 180  empreendedores cadastrados,  o escritório da PlugCLXT, em Pinheiros, São Paulo, onde as startups selecionadas serão aceleradas, recebeu ontem as 15 startups finalistas para um pitch fest.

Com apresentações de alto nível, a escolha pelas ganhadoras não foi fácil para o comitê de avaliação formado por experts da Visa, GSVlabs e Kyvo. Os pitches, além de serem obrigatoriamente apresentados em inglês, apresentaram ideias inovadoras para o mundo das FinTechs: desde pagamentos por biometria até negociação de bitcoins. Depois da deliberação, as 5 startups finalistas foram anunciadas. Elas são:

Beetech: plataforma de câmbio que oferece serviços como a compra de moeda estrangeira e transferências internacionais online.

Dataholics: fintech que utiliza dados das redes sociais para validar a identificação de identidade e levantar o potencial econômico dos consumidores.

Foxbit: startup focada na negociação de bitcoins e ativos digitais.

NextOne: funciona como uma corretora de seguros online, conectando os negócios às seguradoras.

Saffe: desenvolve métodos de pagamento e autenticação baseado na biometria, viabilizando pagamentos com uma selfie, por exemplo.

Durante os próximos seis meses, além de terem acesso à consultoria de inovação em serviços digitais e um mês no Vale do Silício totalmente pagos pelo programa, as startups receberão investimento sem equity e terão abertura para negócios com a Visa e seus parceiros.

O Track funcionará da seguinte forma: nos dois primeiros meses, as startups serão aceleradas no escritório da Plug, em São Paulo. Depois, um representante de cada empresa será enviado para a GSVLabs, no Vale do Silício, pelo período de um mês para fazer networking e receber mentorias, assim como aprender sobre as últimas novidades que estão saindo na área. Nos últimos três meses, as startups voltarão ao escritório da Plug em São Paulo, serão incubadas durante esse período e, no final, terão um Demo Day para apresentar seus produtos para possíveis investidores.

Segundo Fernando Teles, diretor geral da Visa Brasil, o diferencial do Track é exatamente as empresas que estão oferecendo essa oportunidade: “O grande diferencial do programa é você contar com a experiência da GSVlabs e com a marca e capacidade da Visa que está abraçando a causa da inovação como o seu core business”.

Faça parte do maior conector do ecossistema de startups brasileiro! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo! E se você tem interesse em anunciar aqui no StartSe, baixe nosso mídia kit.

Receba o melhor do nosso conteúdo para te ajudar

Compartilhe:
Classifique: