Desenvolve SP seleciona fintechs para operar projeto-piloto de microcrédito

A vencedora da licitação vai agilizar processo de tomada de crédito para MEIs das comunidades de Heliópolis e Paraisópolis

Isabella Câmara é repórter do StartSe.

10 de abril de 2018

A Desenvolve SP, a agência de desenvolvimento do Governo de São Paulo, abriu um edital de licitação para a contratação de uma startup de tecnologia financeira. A iniciativa é o primeiro passo para colocar em prática o projeto-piloto do Sebrae e do BNDES para ampliar e desburocratizar a oferta de crédito aos microempreendedores individuais de favelas brasileiras. O projeto, que testará um novo modelo de financiamento, terá início em Heliópolis e Paraisópolis, as duas maiores comunidades paulistanas.

De acordo com o edital, será vencedora da licitação a fintech que ofereça soluções para agilizar o processo de aprovação de financiamentos. “Vamos utilizar o modelo de negócios das fintechs, baseado no uso de algoritmos e da automatização de processos, para cruzar informações que facilitem a avaliação de risco e acelerem a contratação e a liberação de recursos para os MEIs”, explica Milton Luiz de Melo Santos, presidente da Desenvolve SP. A ideia é que, a partir do registro da proposta, a aprovação do financiamento ocorra em até 48h.

Além de permitir uma maior inclusão dos MEIs no sistema financeiro, a parceria entre as instituições vai levar desenvolvimento até os microempreendedores. Segundo o executivo, quando tiver início a segunda etapa do projeto, o Sebrae irá promover oficinas de orientação de acesso ao crédito nas comunidades. Além disso, a Desenvolve SP, junto com a fintech, operacionalizará todo o processo de análise e tomada de crédito. O BNDES, por sua vez, aportará os recursos do projeto no valor de até R$ 10 milhões.

O edital da licitação, com todos os prazos e informações, está disponível no site da Desenvolve SP.

Compartilhe:
Classifique: