Elizabeth Holmes está montando uma nova startup depois de fraude do século

Ela atualmente está proibida de atuar em qualquer empresa de capital aberto, mas não há nenhuma restrição para empreender novamente.

Felipe Moreno é editor-chefe do StartSe e fundador da startup Middi, era editor no InfoMoney antes

12 de junho de 2018

Elizabeth Holmes está querendo levantar dinheiro para uma nova startup. Ela é a fundadora da Theranos, uma das startups mais famosas do mundo, e que está prestes a falir por causar uma das maiores farsas da história do Vale do Silício.

A empreendedora de 34 anos de idade está conversando com investidores no próprio Vale para formar uma nova companhia. Não há indicativos públicos do que será a nova startup de Holmes, embora ela ainda seja muito associada ao setor de biotech, onde a Theranos se encontrava.

Ela, a própria companhia, e o Sunny Balwani (ex-presidente do conselho da empresa) foram multadas pela SEC, acusados de fazer “numeras promessas falsas e divulgar informações falsas em apresentações para investidores, demonstrações do produto e artigos de mídia”.

No total, a empresa conseguiu levantar mais de US$ 700 milhões em investimentos com as informações fraudulentas. Ela está proibida de atuar em qualquer empresa de capital aberto, mas não há nenhuma restrição para empreender novamente.

Holmes era a mulher self-made mais rica do mundo antes de descobrirem sua fraude. Sua história chamava tanta atenção que iria virar um filme estrelado pela Jennifer Lawrence – contudo, os desdobramentos da fraude acabaram por acabar com esses planos.

Baixe já o aplicativo da StartSe no iOS ou no Android

Tags
Compartilhe:
Classifique: