Engenheira da Y Combinator lançou rede social para mulheres na tecnologia

A Leap é uma comunidade online feita por mulheres, para mulheres discutirem sobre o universo de startups, tecnologia e outros

Tainá é repórter da StartSe

19 de janeiro de 2018

Infelizmente, não é novidade que as mulheres são hoje minoria em muitas áreas. Na tecnologia e até no ecossistema de startups, não é diferente. Uma pesquisa feita pela empresa de capital de risco First Round realizou uma pesquisa com fundadores de 869 startups e 51,3% das startups possuem times majoritariamente masculinos.

No conselho das startups, a disparidade é ainda maior: 59,5% das startups possuem conselhos com APENAS homens. Participe da missão HumanTech para o Vale do Silício para conhecer as últimas novidades sobre gestão de pessoas.

Então, não é de se espantar quando a engenheira de software da Y Combinator Cadran Cowansage disse que sentia falta de um lugar para conversar abertamente na internet. Por isso, a engenheira criou a própria comunidade online para mulheres falarem com outras mulheres sobre tecnologia e startups: a Leap.

“Eu criei a Leap porque eu não tinha um lugar na internet onde eu me sentia confortável para conversar abertamente. Eu percebi que algumas conversas online ficam acaloradas rapidamente e muitas pessoas desistem, especialmente mulheres. Eu imaginei o que iria acontecer se criássemos uma comunidade onde a cultura fosse criada por mulheres, e o software e as decisões de produto também fossem criadas por mulheres. Eu não consegui pensar em uma rede social definida dessa maneira, mas eu queria ser parte de uma”, escreveu Cowansage em um post no blog da Y Combinator.

De fato, se as mulheres não possuem representatividade na tecnologia ou nas próprias áreas de trabalho, também não possuem na fundação de redes sociais. Isso porque as mais famosas foram criadas por homens – vide Facebook, Twitter, Snapchat ou Linkedin.

A versão beta da Leap já possui mais de 1.500 membros, desde fundadoras à designers, marqueteiras, engenheiras de software etc. Mulheres já estão começando a compartilhar artigos, vagas de trabalho, perguntas sobre startups, discutindo sobre assédio sexual, entre outros.

A inspiração de Cadran Cowansage para a criação da Leap veio após a Female Founders Conference que aconteceu em março de 2014. Na conferência, alumnis da Y Combinator, parceiros e mulheres da tecnologia puderam conversar e trocar experiências sobre a indústria. Para ela, foi uma das poucas vezes que pode conversar com centenas de mulheres sobre esses assuntos.

Receba as novidades mais quentes da Tecnologia no mundo em seu e-mail.

Compartilhe:
Classifique: