Kalanick vai vender US$ 1,4 bi em ações do Uber; será que já tem novo projeto?

Seria a quarta empresa que Kalanick empreenderia: a primeira faliu, a segunda foi vendida por US$ 17 milhões e a terceira é a maior startup do mundo

Felipe Moreno é editor-chefe do StartSe e fundador da startup Middi, era editor no InfoMoney antes

5 de janeiro de 2018

Travis Kalanick é um dos grandes empreendedores da nossa era, para bem ou para mal. O antigo CEO do Uber (que em 2017 passou o ano inteiro lutando contra polêmicas) agora pretende vender cerca de US$ 1,4 bilhão em ações da startup, o que levanta uma pergunta muito simples: será que ele já tem um novo projeto em mente para empreender?

Seria a quarta empresa que Kalanick empreenderia: a primeira, Scour, faliu após ser processada em US$ 250 bilhões. Logo depois, ele iniciou uma empresa para se vingar das empresas que processaram primeira – e depois de anos de dificuldades financeiras – conseguiu vendê-la por US$ 17 milhões. E aí partiu para criar e transformar o Uber no que é (muito embora não seja o fundador).

Ele é um grande empreendedor e pode procurar resolver questões reais, com muito dinheiro no bolso para financiar suas atividades (esse US$ 1,4 bilhão não é nem um terço de suas ações do Uber). Em 2018, talvez Kalanick inicie outro negócio dentro da Nova Economia – ele é mestre nisso. Para te ajudar a entender a revolução que o mundo está passando, conheça novo evento 2018 – A Revolução da Nova Economia. Conheça o programa e não deixe de ir.

Compartilhe:
Classifique: