9 dicas para quem quer empreender e evitar erros comuns

Tania Gomes, CEO da startup 33e34, deu 9 dicas preciosas que colecionou durante os últimos três anos na direção do negócio

Isabela Borrelli é repórter do Portal StartSe

8 de agosto de 2018

Durante a segunda edição do Gramado Summit, Tania Gomes, CEO da startup 33e34, falou sobre o recente fechamento do negócio que já tinha pouco mais de três anos e do que ela aprendeu durante o período empreendendo.

Segundo ela, uma das principais lições é: se o empreendedor não conseguir levar seu produto ou serviço para o mercado, não passa de um produto. Mas não foi só. Gomes deu 9 dicas preciosas que colecionou durante os últimos três anos na direção do negócio:

1. Tenha a ideia

Sim, o que mais conta é a execução, mas ter uma ideia não deixa de ser vital. “Criei a startup em setembro e em outubro a Exame fez uma matéria sobre nós. Eu não tinha nem site! Tive que fazer uma landing page para coletar e-mails de interessadas e em 3 dias conseguimos 10 mil assinaturas. Foi o nosso MVP“, conta.

2. Seja foda

Ao receber um prêmio da Pequenas Empresas Grandes Negócios, Tania era uma das únicas mulheres no palco. “O nosso ecossistema ainda é muito desigual. Falta negros, gays, mulheres. Apesar disso, sempre que me perguntam se é possível ser uma mulher empreendedora, eu falo que sim!”.

3. Estude

Conhecer o próprio mercado, o produto, os concorrentes, entre outros, são partes indispensáveis de ser um empreendedor.

4. Construa pontes

“Outros empreendedores já viveram seus problemas, já receberam investimentos e podem te ajudar! A pessoa sentada ao seu lado pode ser um potencial cliente. Faça parte e incentive a comunidade e o ecossistema”, defende.

5. Tenha propósito

Para a empreendedora, para ter um negócio é preciso, acima de tudo, ter um propósito. O que ele entrega para o seu cliente? Qual é o valor disso para ele? Gomes contou que era comum receberem na 33e34 histórias emocionantes de clientes: “Nós não vendíamos sapatos, nós entregávamos um sonho”.

6. Construa cultura

“A cultura devora a estratégia no café da manhã, por isso, se você tem um colega que fala mal da sua empresa e que contamina o ambiente, sem propostas positivas, ele não é ideal”, aconselha.

7. Construa sua marca

Para Gomes, é muito comum o discurso de primeiro ver se o negócio vai dar certo para depois registrar a empresa e construir a marca. “Primeiro dia de abertura do negócio é preciso ter CNPJ e uma boa história e, para isso, tenha propósito”.

8. Entenda sobre investimento

“Investidores tem um monte de palavras que a gente tem que entender o que é SA, debênture subordinada, mútuo conversível, entre outros. Dinheiro aumenta o tamanho da pista, mas acaba muito rápido”, alerta a empreendedora. Para ela, ao pedir um investimento é preciso ter claro o uso que será feito do dinheiro.

9. Não venda sua alma

“Olhe sempre além da foto”, pede. O motivo é simples: segundo ela, é fácil se deixar seduzir por fotos produzidas de revistas e de produtos, mas o que realmente interessa é entender o que está por trás da foto, pois empreendedor é quem faz a foto acontecer.

Tags
Compartilhe:
Classifique: