Programa de crowdworking da Telefónica anuncia novo espaço para startups do Sul

Projeto quer fomentar o empreendedorismo, o talento e a internacionalização de projetos de base tecnológica

Lucas Bicudo é repórter do Portal StartSe.

18 de maio de 2016

O Telefónica Open Future, programa responsável pelas iniciativas do Grupo Telefónica relacionadas ao empreendedorismo e à inovação aberta, anuncia hoje o lançamento de seu segundo espaço de crowdworking no Brasil.

A ideia é ajudar a impulsionar o talento local e incentivar jovens com vocação empreendedora a colocar em prática suas iniciativas, fornecendo infraestrutura de espaço, suporte técnico e mentoria para que, caso o projeto avance, possa continuar a ser apoiado pela Wayra, a aceleradora de startups da Telefónica, onde poderá receber financiamento.

A Telefónica é um dos grupos mais engajados em corporate venturing do Brasil. Você conhece o conceito? Ele pode ajudar (e muito) sua empresa! Quer saber mais? Se inscreva no “Encontro Brasil Ventures: Networking e apresentação da pesquisa sobre Corporate Venture no Brasil” – um papo com gente séria que acontecerá na ACE, eleita recentemente pela terceira vez consecutiva a Melhor Aceleradora de Startups da América Latina, no próximo dia 31/05, terça-feira, às 16h.

Implantado em parceria com a Universidade Estadual de Londrina e o Sebrae Paraná, o espaço abrigará startups de base tecnológica que buscam o desenvolvimento nas áreas de Internet das Coisas (IoT), aplicativos B2B, soluções de digitalização E2E, Redes, Segurança, Big Data e Agrobusiness.

“Vamos utilizar uma metodologia de desenvolvimento de negócios moderna e já testada, além de ajudar a ampliar os contatos dos empreendedores com um ecossistema mundial de inovação”, diz Renato Valente, Country Manager do Open Future e diretor da Wayra Brasil.

A implementação desse novo crowdworking contará também com a parceria do Sebrae-PR para apoiar as startups em seu período de maturação. Para Fabrício Bianchi, consultor do Sebrae/PR, a parceria com a Telefônica e com a Aintec/Intuel no projeto de crowdworking vai fortalecer o ecossistema de startups na região.

“Estamos muito contentes de acrescentar Londrina a nosso programa global de inovação aberta, o Telefónica Open Future. Estamos seguros de que Londrina, por meio da UEL, facilitará que as startups locais se aproximem mais diretamente da Vivo e do Open Future e se crie uma relação profissional que beneficie todas as partes. Ademais, o apoio do Sebrae é chave para concretizar esse acordo. Com esta aliança, continuamos a implantação do Telefónica Open Future no Brasil, ampliando nossa rede de apoio ao talento e incorporando-o aos melhores ecossistemas inovadores do país”, diz Ana Segurado, diretora global do Open Future.

O primeiro crowdworking foi lançado em fevereiro junto ao Inatel – Instituto Nacional de Telecomunicações -, de Santa Rita do Sapucaí (MG) e em parceria com a Ericson.

 Mensagem do Editor

Ei, tudo bom?

Gostaria de agradecer pela visita! Meu nome é Felipe Moreno, sou editor-chefe do StartSe e, como muito de vocês, dono de uma (minúscula) startup de mídia.

E te fazer um pequeno convite: vamos bater um papo! É só se cadastrar aqui embaixo e eu vou te enviar alguns e-mails para você com o melhor do nosso conteúdo para te ajudar, seja você um empreendedor, funcionário, investidor ou apenas interessado neste maravilhoso mundo!

É um caminho de comunicação direto que nenhum outro portal oferece para seus leitores. E a intenção é construir uma comunidade vibrante que esteja preparada para todos os enormes desafios que virão. Vamos construir conhecimento e conteúdo juntos! Conto muito com a presença de vocês neste papo!

Receba as novidades mais quentes da Tecnologia no mundo em seu e-mail.

Compartilhe:
Classifique: