Totvs e Visa apresentam suas soluções omnichannel

A Visa une as lojas físicas e virtuais através de um chatbot e a Totvs criou uma loja física tecnológica, sem vendedores e caixa

Tainá é repórter da StartSe

6 de dezembro de 2017

O omnichannel – a junção do varejo online e físico – tem sido uma tendência cada vez mais forte nesse mercado. Isso acontece porque cada vez mais lojas estão aderindo aos e-commerces, para manterem uma presença no meio digital enquanto continuam presentes no “mundo real”.

O assunto foi abordado na Retailtech Conference realizada pela StartSe hoje. No evento, Marcelo Sarralha, Diretor Sênior de Produtos da Visa e Antenor Gomes Neto, Diretor de Franquias da Totvs informaram como as empresas estão criando tecnologias para atender a esta tendência no mercado. A conversa foi mediada por Alvaro Manzione, fundador da Pluginbot.

Visa

A Visa realizou uma pesquisa no Brasil e percebeu que no país, estava acontecendo muito comércio nas plataformas de mensagem. Transações eram realizadas por mecanismos como Whatsapp e Facebook.

A empresa enxergou que as plataformas de mensagem trazem benefícios em relação à compras por aplicativos porque trazem mais engajamento, dispensam atualizações, economizam memória no celular do consumidor e ainda possuem uma plataforma única para Android e IOS.

Então a empresa desenvolveu um chatbot na ShopFacil.com em parceria com o Bradesco onde os clientes podem fazer compras e esclarecerem dúvidas. Se o robô não consegue resolver o problema, escala para um atendente humano.

“A marca passa a ser um amigo, um contato dentro dessa plataforma”, afirmou Sarralha.

No chatbot, o pagamento, desde maio deste ano, é realizado através do Visa Checkout.

Nos Estados Unidos, a tendência é a mesma, com o adicional das compras por voz pelos assistentes de inteligência artificial como Google Assistente, Siri (Apple), Cortana (Microsoft) e Alexa (Amazon).

“Existe o comércio ‘conversacional’, onde o cliente interage com a máquina de maneira mais humana, não apenas através de mensagens, mas voz”, comenta o Diretor Sênior de Produtos da Visa.

Totvs

Já a Totvs desenvolveu a Omnistory, “a loja que é o futuro do varejo”. A Omnistory é uma loja totalmente tecnológica onde não há vendedores vendendo produtos, apenas auxiliando quando há dúvidas e no pagamento. A loja não possui caixa – o vendedor finaliza a compra de forma móvel, onde estiver.

Como isso funciona? Os clientes escolhem produtos pelo aplicativo, Messenger do Facebook ou Whatsapp e possuem a opção de retirar na loja ou em lockers – pontos de entrega espalhados pela cidade.

Quando o cliente está na loja física, ele checa pela câmera do próprio celular mais informações sobre o produto. O mesmo serviço está disponível através de um leitor instalado na loja, chamado de “display commerce”.

Para realizar as compras, o cliente se cadastra na loja pelo aplicativo ou por um totem disponível na loja física, que pergunta seus interesses e estabelece um perfil. O cadastro gera uma base de CRM de acordo com as preferências dos clientes que é aproveitado pela Carol, a inteligência artificial da loja, que utiliza os dados para oferecer ofertas assertivas.

“A loja física vai se manter, mas vai se transformar no sentido de se tornar um ambiente agradável para o consumidor experimentar os produtos, retirando-os na loja ou mandando entregar em casa”, comenta Antenor Gomes Neto, Diretor de Franquias da Totvs.

Participe do maior censo de startups do Brasil! Não deixe de entrar no grupo de discussão da StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

E caso você tenha em patrocinar os eventos da Startse, entre em contato no patrocinio@startse.com.

Receba o melhor do nosso conteúdo para te ajudar

Compartilhe:
Classifique: