Confira os destaques do 5º Congresso de Investimento Anjo, da Anjos do Brasil

O evento teve como principais tópicos a Pesquisa 2017 da Anjos do Brasil sobre investimento anjo, novidades e tendências da área e a estreia do Prêmio Anjos do Brasil

Isabela Borrelli é repórter do Portal StartSe

29 de junho de 2017

Nesta quarta-feira, dia 28, ocorreu a quinta edição do Congresso de Investimento Anjo, organizado pela Anjos do Brasil. Com uma programação intensa, o evento abordou a Pesquisa 2017 da Anjos do Brasil sobre investimento anjo, assim como novidades e tendências da área. Também, ao final do evento houve a estreia do Prêmio Anjos do Brasil, esse ano com as categorias Investidores Anjo 2017 e Empresas Investidas 2017.

Os dados desse ano sobre o mercado de investimento anjo revela um crescimento de 9% do valor investido. Ainda que seja um crescimento menor se comparado a outros anos, é um dado positivo uma vez que o cenário econômico e político do país está instável. Ao mesmo tempo, outro dado que parece ter sofrido mais diretamente com essas incertezas foi o número de investidores, que sofreu um leve decréscimo. além desse motivo, a diminuição no número de anjos pode ter explicações como a taxa de juros elevada e a falta de estímulos, que podem comprometer o setor.

Aqui é importante notar outro dado super importante: o do potencial de investimento anjo no Brasil. Enquanto os EUA investiram US$ 21,3 bilhões e tem 298 mil investidores, o Brasil ainda está lá atrás, com R$ 851 milhões, o que equivale a 0,9% da média de investimentos internacionais. A provocação de Cássio Spina, fundador da Anjos do Brasil, é a de que se o PIB do Brasil equivale a 10% do PIB dos EUA, haveria um potencial total de US$ 2,1 bilhões ou R$ 7 bilhões por ano. Nada mais do que 8 vezes o valor atual.

Entre as novidades, Marcos Cintra, ex-deputado e atual presidente da FINEP, anunciou o projeto FINEP Startup, que disponibilizará R$ 50 milhões voltados para o desenvolvimento de startups no país. Ao todo, serão selecionadas 50 startups e cada uma poderá receber até R$ 1 milhão em recursos. Confira o edital aqui.

Algumas das tendências ressaltadas foram as voltadas para o setor de Fintech,Healthtech e Agrotech. Em relação a Fintech, Roger Cerrati, gerente de pesquisa e inovação da InovaBra, citou as tecnologias de blockchain, inteligência artificial, algoritmo e back office digital, que prometem bombar cada vez mais no setor. Já a respeito de Healthtech, José Claudio Terra, diretor de inovação do Hospital Albert Einstein, falou das apostas da instituição em telemedicina e startups. Por fim, Fernando Scodro, do Grupo Baobá, apresentou as disrupções no setor de Agrotech, que trazem drones, tecnologias para veterinária e muito mais para potencializar ainda mais o setor.

Nessa edição do Congresso também ocorreu a estreia do Prêmio Anjos do Brasil, que teve duas modalidades: Investidores Anjo 2017 e Empresas Investidas 2017. Na categoria de investidores anjo, na ordem alfabética, os ganhadores foram: Claude Ricci (Lótus Ventures), Guilherme Horn (Accenture) e Leonardo Teixeira (Lótus Ventures). Já para as empresas, as ganhadoras também em ordem alfabética foram: Easy Crédito, Geek Hunter e Quero Quitar.

Faça parte do maior conector do ecossistema de startups brasileiro! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo! E se você tem interesse em anunciar aqui no StartSe, baixe nosso mídia kit.

Receba o melhor do nosso conteúdo para te ajudar

Compartilhe:
Classifique: