Startup do dia: eles compraram o rival maior que eles e agora crescem 31% ao mês

Empresa é um dos comparadores de câmbio que entraram na moda com a disparada do dólar nos últimos anos – afinal, virou imperativo achar o dólar mais barato de todos para continuar viajando

Felipe Moreno é editor-chefe do StartSe e fundador da startup Middi, era editor no InfoMoney antes

23 de agosto de 2016

Quando você tem um adversário maior, o que você pode fazer? Certamente compra-lo não é uma das opções mais óbvias que passam pela sua cabeça. Mas é o que a startup MelhorCâmbio.com fez com o seu maior rival – e abriu um caminho sensacional para crescer e poder ganhar receitas. Agora, os principais indicadores da empresa crescem em média 31% ao mês.

A empresa é um dos comparadores de câmbio que entraram na moda com a disparada do dólar nos últimos anos – afinal, virou imperativo achar o dólar mais barato de todos para continuar viajando. “A missão do MelhorCâmbio.com é ajudar as pessoas a comprar e vender moedas estrangeiras de um jeito simples, rápido e econômico”, destaca Stéfano Assis, CEO da empresa.

O funcionamento do sistema é extremamente simples. “Ao invés de gastar horas realizando cotações e se desgastando em negociações com várias casas de câmbio, pelo telefone, disponibilizamos um comparativo de taxas em apenas 2 cliques para os nossos usuários, que ainda podem negociar preços ainda melhores online, através de um sistema de ofertas, exclusivo do MelhorCâmbio”, afirma o empreendedor.

Contudo, outro site havia despontado logo nos primeiros meses da empresa. “As duas primeiras soluções para o mercado de comparação de taxas de câmbio foram o Jooin e o MelhorCâmbio, surgiram praticamente juntas, em janeiro de 2015. Entretanto o Jooin apareceu na mídia primeiro e, por isso, acabou se despontando como o principal site deste segmento”, lembra.

Pior do que ser menor do que o rival, ele via um modelo de negócios ligeiramente diferente e que atrapalhava o funcionamento da companhia. “Além da sua popularidade, que crescia em um ritmo acelerado, o Jooin tinha um modelo de negócio um pouco diferente do MelhorCâmbio que comprometia o nosso crescimento. O Jooin permitia que qualquer empresa anunciasse suas taxas, de forma gratuita, sem que houvesse um conhecimento aprofundado dos anunciantes”, destaca.

Capitalizados, a MelhorCâmbio conseguiu comprar o rival, cujo fundador, Claudio Escudero, acabou recebendo uma boa quantia pelo seu site. “Essa estratégia, visando conquistar popularidade e usuários, ia de encontro ao nosso modelo de gestão e por essa razão, principalmente, optamos por realizar o cashout do seu fundador”, afirma.

Com a compra do Jooin, a empresa conseguiu se tornar o maior comparador de taxa de câmbio do Brasil, o que colabora para o seu fortalecimento. “A compra do Jooin foi estratégica e fundamental porque além de eliminarmos um grande concorrente, aumentamos consideravelmente a nossa base de usuários, permitindo que o MelhorCâmbio se tornasse o site referência para compra e venda de moedas estrangeiras”, salienta. Além disso, a empresa conseguiu uma parceria com bons sites de mídia especializada, como o InfoMoney.

Para o futuro, a ideia é levar a plataforma de câmbio para fora do Brasil. “Nossa meta é tornar o MelhorCâmbio.com a maior referência mundial em negociação de câmbio online. Estamos ampliando ainda mais a nossa atuação no mercado brasileiro e já temos planos e parcerias para levar o MelhorCâmbio para o mercado internacional, em breve”, diz.

Os planos são ousados e necessitam de um pouco mais de capitalização para conseguir alcançar o patamar. “No curto prazo, nosso principal objetivo é fortalecer a marca, aumentar nossa base de usuários e clientes (corretoras de câmbio) e disponibilizar novos produtos na plataforma. Nosso plano de expansão é grande e audacioso, por isso, começamos a conversar com fundos de investimentos que já sinalizaram interesse em nos ajudar a torná-lo realidade”, conta.

Plataforma permite “barganhas”

Algumas novidades da plataforma a fazem ser ainda mais interessante para o usuário. “O MelhorCâmbio.com apresenta o maior número de opções de casas e corretoras de câmbio e é o único comparador de câmbio que permite ao usuário ‘barganhar’ um desconto adicional sobre a melhor taxa encontrada para compra ou para venda, através de um sistema de ofertas exclusivo do MelhorCâmbio. Nele, o usuário define o quanto está disposto a pagar pela operação e o sistema notifica as casas de câmbio integradas. A primeira que aceitar a proposta do usuário fecha a operação. Simples, rápido e prático tanto para o usuário quanto para as casas de câmbio”, destaca.

A companhia também tem uma grande preocupação para conseguir os melhores negócios dentro da lei – já que muitas casas de câmbio e correspondentes operam ilegalmente. “Além disso, o MelhorCâmbio tem uma preocupação muito grande com o registro e homologação das casas de câmbio no Banco Central e com a segurança e confiabilidade dos usuários. Isso nem sempre ocorre com os outros competidores, onde ocasionalmente surgem casas de câmbio apresentando taxas bem abaixo da realidade normal do mercado”, afirma.

Assim, o usuário que passa pela MelhorCâmbio acaba tendo a melhor experiência legal. “É claro que à primeira vista, taxas muito atrativas soam como um ótimo negócio, mas ao aceitá-las, os usuários não sabem é que podem tornar-se coniventes com práticas ilegais, além de contar com o risco de receberem notas falsas. Quem conhece o mercado de câmbio sabe que o valor de venda de moedas estrangeiras deve incluir os custos operacionais, logísticos, impostos e o lucro das empresas que comercializam essas moedas. Isso explica a diferença entre o câmbio comercial, aquele anunciado nos telejornais, e o câmbio turismo. Por isso, sempre alertamos: quando vir uma taxa de câmbio muito atrativa, desconfie!”, termina.

Mensagem para você: 
 
Você tem uma startup? Quer aparecer no nosso portal? Inscreva-se na nossa plataforma e envie um e-mail para nosso editor-chefe!  
Compartilhe:
Classifique: