Startup usa realidade aumentada para transformar o processo de aprendizagem

A Beenoculos entrega soluções completas – desde a produção de conteúdo até equipamentos para acessar esse novo formato

Isabella Câmara é repórter do StartSe.

13 de abril de 2018

A realidade da educação no Brasil é complexa e afeta todo o país. Para mudar esse cenário, de acordo com Rawlinson Terrabuio, cofundador da Beenoculus, a saída é usar as novas tecnologias como linguagem de comunicação dentro do processo de ensino e aprendizagem. “Essas tecnologias tornam o processo de aprendizagem mais rico, dinâmico e interessante”, explica.

De acordo com Rawlinson, um conteúdo em vídeo entrega muito mais do que uma aula expositiva. “O smartphone é deixado de fora das salas de aula com o argumento que ele traz um desvio de atenção. Mas muito pelo contrário, o celular é capaz de aprimorar o processo de aprendizagem”.

Foi com esse pensamento em mente que nasceu o Beenoculus, um óculos que transforma o smartphone em um ambiente de realidade virtual. A ferramenta ajuda a resolver o problema da educação trabalhando com realidade estendida. Ou seja, realidade virtual, aumentada e mista.  “Nós buscamos transformar a educação através de novas linguagens de comunicação e, para isso, desenvolvemos todo o potencial dessas tecnologias”, diz Rawlinson.

Tudo começou em 2014, quando a startup foi incubada na Intec, a primeira incubadora de base tecnológica do Paraná. “Nós começamos um processo de incubação na Intec no início de 2014 para começar a trabalhar na prototipação do produto. Depois de dois anos, a Beenoculus se graduou a incubação e lançamos a empresa”, conta. Além disso, a startup participou de outros programas de mentoria, como o Programa de Estágio da Fundação Lemann, o Endeavor Promessas, entre outros.

A Beenoculus deu origem a outras startups: Junglebee e BeeMedical. A primeira, uma produtora de realidade virtual e realidade aumentada, criamos e produz vídeos e ações em realidade estendida usando os mais modernos recursos. A startup é a soma das experiências do Rawlinson Terrabuio, Marcos Nisti e Tadeu Jungle. Já a BeeMedical foca na área terapêutica e usa a realidade estendida para tratar fobias, dores, etc.

Soluções de ponta a ponta

A Beenoculus entrega soluções completas em realidade expandida – desde a produção de conteúdo até equipamentos para acessar esse novo formato. A startup desenvolve soluções de infraestrutura, equipamentos e outras ferramentas para que as pessoas possam ter acesso a esse novo formato de linguagem. Atualmente, a Beenoculus vende e loca equipamentos, produz conteúdo sob demanda e desenvolve e licencia plataformas de software para distribuir esse conteúdo.

Além disso, um dos diferenciais da Beenoculus é o forte know-how tecnológico de pesquisa e desenvolvimento no setor de realidade expandida. Hoje, a startup está desenvolvendo pesquisas em live streaming 360º, inteligência artificial em ambientes virtuais, ambientes virtuais para e-commerce, novas tecnologias ápticas e simuladores de experiências hiper-realistas.

Graças a essas particularidades, a Beenoculus foi finalista do 100 Open Startups diversas vezes. A startup esteve no TOP3 no ranking geral por três anos consecutivos – ficando em segundo lugar em 2016 e 2017 e em terceiro em 2018. Em todos os anos, a Beenoculos esteve em 1º lugar na categoria Futuro da Educação.

No futuro, a produção da Beenoculus será local

Uma das principais parceiras da Beenoculus é a Qualcomm, a maior empresa de tecnologia mobile do mundo. “Nós temos um acordo de cooperação com a Qualcomm para desenvolvimento do mercado de realidade estendida em toda a América Latina”, conta.

Hoje, a Beenoculus faz toda a manufatura dos seus equipamentos eletrônicos na Ásia, em uma fábrica da Qualcomm. De acordo com o fundador da startup, uma das metas da empresa é transferir essa produção para o Brasil. “Com a produção sendo local conseguiríamos diminuir custos para que a solução chegue rapidamente as pessoas e empresas”, revela Rawlinson.

Quer saber mais sobre a Beenoculus? Ela participará da Startup Village, na Edtech Conference, dia 18 de abril. Garanta a sua vaga no evento e fique por dentro das últimas inovações no mundo da educação!

Compartilhe:
Classifique: