Uma fintech que vai trabalhar para garantir o seu futuro: Monetus

Com as mudanças na aposentadoria, está na hora de repensar seu futuro, e a Monetus pode te ajudar com essa dificil tarefa.

É professor de empreendedorismo pelo MIT e fundador do Empreenda Junto

8 de dezembro de 2016

Como empreender, meus negócios são a minha garantia de futuro, fazer minhas empresas darem certo é o que vai me garantia segurança daqui uns 30 ou 40 anos, mas isso não significa que não me preocupo em um plano B. Afinal de contas, as coisas podem dar errado, eu posso sofrer um acidente, ou algo do tipo, por isso ter uma aposentadoria é algo que sempre me preocupou mas nunca encontrei uma solução.

A poupança nunca foi uma opção, também nunca tive o interesse e tempo necessários para investir com a expectativa de bons resultados, e agora, depois da reforma da presidência, ter a menor expectativa de ser sustentado pela previdência do governo é uma ilusão.

Eis então que me deparo com a Monetus, ela basicamente é uma startup que gerencia os meus investimentos por mim. Funciona assim: Eu faço depositos mensais (não obrigatorios) de um valor regular, e eles cuidam de toda a estratégia de investimento, que é feito diretamente em meu nome, eles somente gerenciam a carteira, mas todas as trasações são registradas diretamente para mim, ou seja: sem chances de me roubarem.

No site deles, você ainda pode fazer simulações de rendimento futuro com base no seu perfil. No meu caso planejo depositar regularmente 100 reais pelos próximos 30 anos, expectativa de retorno de curto prazo, e risco moderado, com esse perfil o simulador indica que quando eu tiver 52 anos, vou ter acumulado R$629.000,00 reais, quase 3 vezes o que a poupança renderia no mesmo periodo considerando os valores atuais.

captura-de-tela-2016-12-08-as-12-36-26

Ou seja, encontrei uma solução de gestão dos meus investimentos, onde eu não preciso me preocupar em escolher os melhores ativos para colocar meu dinheiro, a Monetus cuida disso por mim, meu dinheiro trabalha, enquanto eu estou trabalhando no meu plano A.

A praticidade oferecida me interessou tanto que resolvi bater um papo com o Daniel Horta co-fundador da startup, e o resultado você confere agora:

Por quê você criou o Monetus?

Daniel: O Brasil é um dos países com as maiores taxas de juros do mundo, mas a maioria das pessoas ainda investe na poupança. A poupança tem retorno abaixo da inflação, na maioria das vezes. Tentamos entender o motivo disso e percebemos que as pessoas querem investimentos melhores, mas sempre que tentam se deparam com opções complicadas e muitas vezes que envolvem riscos. Depois de procurar, percebemos que não havia nenhuma opção que fosse fácil e segura como a poupança e que tivesse um rendimento excelente. Por isso, criamos a Monetus.

Por quê acreditam que seja um bom negócio o que estão propondo para os usuários?

Daniel: Somos a melhor opção de investimento. Desde o cliente mais conservador e com pouco conhecimento que deseja retorno, mas sem correr riscos, até os clientes com mais conhecimento e mais arrojados, que desejam maiores retornos. Os conservadores têm conseguido o dobro da poupança, com os mesmos riscos, sem nenhum trabalho e com garantia do fundo garantidor de créditos. Os investidores mais sofisticados, por sua vez, buscam a Monetus porque conseguem maiores retornos com a gente do que com as corretoras e ainda não tem trabalho algum.

Quais os maiores desafios hoje?

Daniel: Temos uma projeção de crescimento desafiadora, pois precisamos ajudar cada dia mais pessoas a alcançarem os seus objetivos financeiros, desde uma reserva de emergência, o primeiro milhão ou uma aposentadoria realmente confortável. Por isso, nosso maior desafio é crescermos em velocidade acelerada sendo cada dia melhores para nossos clientes.

Como esperam impactar o mercado?

Daniel: No mercado financeiro, normalmente, os interesses do banco, da corretora e do gerente vêm antes dos interesses do cliente. Estamos aqui para mudar isso e mostrar que o melhor jeito é colocar o cliente em primeiro lugar, pois é ele o motivo da nossa existência. Esse quesito é levado tão a sério que só lançamos a Monetus quando conseguimos garantir que o cliente tenha maior retorno investindo com nossa ajuda do que conseguiria investindo nos mesmos produtos por conta própria.

Como vocês conseguiram isso?

Daniel: Negociando com a nossa corretora parceira condições exclusivas para nossos clientes, buscando sempre os melhores investimentos e com os melhores retornos e cobrando a menor taxa de administração do mercado.

Qual a expectativa de crescimento?

Daniel: O mercado é tão grande que você se assustaria se te contássemos a nossa meta de crescimento, rs.

Quanto tempo levou entre ter a ideia e poder lançar?

Daniel: Levamos cinco meses para lançar a plataforma, pois já contávamos com autorização da CVM (Comissão de Valores Mobiliários) e toda a estrutura de gestão.

Vocês possuem algum parceiro? Como funciona a estrutura de vocês hoje?

Daniel: Somos parceiros da Amaril Franklin, uma das corretoras mais sólidas e tradicionais do país e que conta com mais de 50 anos de história. Atualmente, somos 14 pessoas na empresa — entre gestores, programadores, designers, marketing e atendimento — e esse número está crescendo rapidamente.

Se alguém quisesse entrar no ramo das fintechs hoje, qual o conselho daria?

Daniel: Primeiramente, trabalhar com um propósito. Chamo de propósito quando temos algo que queremos fazer tanto que iríamos construir aquela fintech mesmo se soubéssemos que morreríamos um dia após alcançarmos o objetivo. O segundo seria montar um time tão bom que todos à sua volta fossem melhores que você no que eles fazem. E terceiro e mais importante, seguir a filosofia que chamamos dos “3 Cs”: cliente, cliente, cliente. Só ele importa, faça tudo pensando nele que o resto virá.

Bem, não sei você que está lendo esse artigo agora, mas eu acredito que finalmente encontrei minha solução para poder planejar o futuro sem perder o foco do que realmente sei fazer.

Acesse o site da Monetus

Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

Receba o melhor do nosso conteúdo para te ajudar

Compartilhe:
Classifique: