7 startups que estão revolucionando a saúde no Brasil

As healthtechs são as startups responsáveis por trazer soluções para a saúde; conheça 7 startups disruptivas do setor

Tainá é repórter da StartSe

9 de fevereiro de 2018

As startups trazem soluções para diversos (se não todos) os setores do mercado e a saúde não fica de fora. Você já pensou em quanto a tecnologia já aumentou a nossa qualidade e longevidade de vida? Hoje, podemos detectar condições anormais em bebês quando estes ainda estão na barriga da mãe, além de sermos capazes de realizar cirurgias sem cortes com o auxílio de equipamentos e câmeras.

São as healthtechs que ficam em laboratórios, hospitais ou mesmo em frente a computadores desenvolvendo medidas para aproximarem médicos e pacientes e tornarem a saúde ainda mais acessível e efetiva em nossas vidas.

No Brasil, a saúde ainda é um setor que precisa de muitas melhorias. Hoje, o serviço público enfrenta, em diversos momentos, uma demanda maior do que a oferta, e muitos cidadãos não tem o poder aquisitivo para arcar com um plano de saúde. Às vezes, nem mesmo o plano de saúde oferece um serviço satisfatório. Para conhecer startups de healthtech e como a tecnologia está atuando nesse setor, participe da HealthTech Conference que acontecerá em São Paulo – o maior evento sobre startups de saúde do país.

Receba as novidades mais quentes da Tecnologia no mundo em seu e-mail.

Hoje, trazemos 7 startups que estão contribuindo no desenvolvimento da saúde no Brasil:

Afinando o Cérebro

A Afinando o Cérebro é um portal que utiliza gamificação no tratamento de pacientes com Distúrbio do Processamento do Som – quando a pessoa ouve perfeitamente, mas não interpreta o som. O Portal traz jogos que estimulam os pacientes, que devem receber um treinamento auditivo com um fonoaudiólogo, que inclusive pode analisar o andamento e dar tarefas ao paciente.

Cuco Health

O Cuco Health oferece um personal de saúde. O paciente responde um aplicativo para avaliação de saúde e a startup avalia o risco de desenvolvimento de doenças crônicas. Os pacientes recebem um programa de hábitos que devem mudar e são acompanhados por um “Personal de Saúde”.

Dr. Consulta

A Dr. Consulta surgiu resolvendo um problema que pacientes que utilizam o SUS e planos de saúde possuem: a espera para uma consulta. A startup conecta uma rede de centros médicos, com consultas e exames que podem ser realizados até no mesmo dia da solicitação. É uma alternativa para pessoas que não podem investir muito em saúde pois os pacientes pagam apenas pelo serviço, sem nenhuma mensalidade. O agendamento é feito online, o que agiliza o processo.

iClinic

A gestão nas clínicas de saúde também é importante para um bom relacionamento entre os pacientes e médicos. Se a clínica funciona perfeitamente, os pacientes são atendidos na hora desejada, sem fila de espera. E, se os pacientes são lembrados das consultas por meio de SMS, as taxas de ociosidade nas clínicas caem, o que trazem mais resultados aos médicos. A iClinic resolve esses problemas trazendo um software para clínicas e consultórios, no qual concentra a agenda dos médicos, prontuários dos pacientes e até o controle financeiro das clínicas.

Laura Networks

A sepse, infecção generalizada, é um problema silencioso nos hospitais de todo o mundo. Por isso, o robô Laura analisa constantemente os pacientes para verificar o nível de vulnerabilidade. Indícios como aumento de temperatura indicam que o paciente pode estar em perigo, e o Robô Laura altera a cor do painel para alertar os enfermeiros. O robô cognitivo aprende com a jornada de cada paciente.

Nosso Sangue

Um problema constante nos hemocentros do país são a falta de bolsas de sangue. O sangue é um ativo com uma validade muito pequena, e por vezes os hemocentros necessitam de um tipo de sangue específico. A startup conecta doadores de sangue à hemocentros, convocando-os de acordo com a necessidade do hemocentro mais próximo.

Vida Class

A Vida Class está conectando pacientes e médicos através de filtros de geolocalização, preço e especialidade. Se o paciente precisa ser internado, a startup também oferece um seguro, no qual o paciente é ressarcido durante os dias que está no hospital. E, se precisa tomar remédios, oferece um cartão de desconto aceito em mais de 22 mil farmácias do país.

Compartilhe:
Classifique: