Uber arrisca e entra oficialmente em dois novos mercados

A empresa de tecnologia e transporte agora oferecerá aluguel de carros e ingressos para transporte público no aplicativo

Tainá é repórter da StartSe

12 de abril de 2018

A transformação que a Uber causou no setor de transporte com as corridas através de aplicativos não é uma novidade, mas a empresa quer ainda mais. A Uber está oficialmente se tornando uma empresa multi-modal de tecnologia e transporte – a empresa adquiriu, recentemente, a Jump – uma startup de compartilhamento de bicicletas.

Agora, a empresa está focando em dois novos mercados: o de aluguel de carros e a venda de ingressos para o transporte público. O CEO da empresa, Dara Khosrowshahi, anunciou nesta quarta-feira a expansão do Uber Bike para Washington, nos Estados Unidos, e a parceria com uma empresa de aluguel de carros e de transporte público.

A Uber realizou uma parceria com a startup Getaround, que viabiliza que motoristas aluguem seus carros para vizinhos, turistas e quaisquer outras pessoas que precisem. A novidade será chamada de “Uber Rent” e será lançada em San Francisco, no Vale do Silício, ainda este mês. Entenda o porquê o Vale do Silício é considerado um pólo de inovação em nosso e-book gratuito.

Motoristas poderão alugar um carro na Getaround diretamente pelo aplicativo do Uber. A expectativa da empresa é expandir o serviço inicialmente nos Estados Unidos após um período de testes de mercado.

Uber no transporte público?

A empresa também realizou uma parceria com a startup Masabi, uma plataforma de venda de ingressos para transporte público. A startup permite a venda de ingressos de 30 agências de transporte de todo o mundo, permitindo que usuários reservem e comprem ingressos mesmo que ainda não estejam no país de destino. Tal como no Uber Rental, a nova modalidade também estará disponível no aplicativo da Uber.

A empresa está em fase de desenvolvimento de carros autônomos – e protagonizou o primeiro acidente fatal envolvendo um veículo do tipo – com o objetivo de oferecer corridas sem motoristas humanos, mostrando como está, aos poucos, modificando o seu modelo de negócios. Mas, além da mudança, a empresa está expandindo seus negócios para aluguel de carros, compartilhamento de bicicletas, desenvolvimento de “carros voadores”, caminhões autônomos e atuando no transporte público.

“Se você está usando o transporte público para viajar pela manhã, pegando uma bicicleta elétrica para uma reunião no meio do dia, usando o Pool para pegar uma carona para casa ou alugar um carro para o fim de semana, queremos que a Uber esteja presente com você”, comentou o CEO da empresa no evento de anúncio, segundo o TechCrunch.

Receba as novidades mais quentes da Tecnologia no mundo em seu e-mail.

Compartilhe:
Classifique: