Após 15 anos, eBay deixa de usar PayPal como principal forma de pagamento

Até 2020, pagamentos não serão mais processados primariamente pelo PayPal; mas solução ainda poderá ser escolhida pelos clientes

Tainá é repórter da StartSe

5 de fevereiro de 2018

O PayPal é conhecido por ser uma forma segura de realizar pagamentos na internet, visto que os dados de pagamento não são compartilhados com as lojas. Além disso, se o produto não chega, o próprio PayPal reembolsa o consumidor. Por esses motivos, o PayPal sempre foi um grande parceiro do eBay (de quem até já foi propriedade), um marketplace no qual cada usuário cria sua própria loja.

O eBay anunciou que a relação acabará até 2020, quando o PayPal deixará de ser o processador de pagamentos do marketplace. No entanto, até julho de 2023, os usuários que escolherem realizar pagamentos com o PayPal também terão essa opção.

Com a novidade, os usuários realizarão e finalizarão a compra sem sair do site do eBay. Com o tempo, o eBay deverá ser capaz de intermediar todos os pagamentos por si só – realizando investimentos para isso. Até lá, a empresa contará com a ajuda da empresa alemã Adyen, que processa pagamentos em 150 moedas diferentes, em 200 métodos, mas ainda é muito, muito menor do que o PayPal.

A empresa afirma que os vendedores poderão esperar uma redução nas taxas de pagamento, assim que o eBay começar a intermediá-los. O eBay ainda está trabalhando em soluções para trazer uma central de controle completa dos negócios, com informações dos status de todas as transações e interações com clientes na empresa.

Para os compradores, o eBay afirma que a novidade trará mais opções de pagamento o checkout e um checkout integrado ao próprio site. O eBay e o PayPal foram fundados em San José, uma das cidades que compõem o Vale do Silício. Hoje, as duas empresas são referências no que se propõem: marketplace e processamento de pagamentos, estando disponíveis em diversos países. Para conhecer em primeira mão as novidades do Vale do Silício, participe da Silicon Valley Conference.

Receba o melhor do nosso conteúdo para te ajudar

Compartilhe:
Classifique: