Startup usa inteligência artificial para evitar fraudes em marketplaces

A Datarisk utiliza machine learning para prevenir fraudes em plataformas digitais; startup está sendo acelerada pela Visa

Inteligência Artificial

Tainá é repórter da StartSe

19 de junho de 2018

A inteligência artificial está sendo usada em e-commerces para auxiliar os clientes na escolha de produtos – com os chatbots, por exemplo – e na resolução de dúvidas. Mas uma startup está indo além, utilizando essa tecnologia para evitar fraudes na internet.

Chamada de Datarisk, a startup é uma plataforma online de modelagem preditiva. A Datarisk é focada principalmente em instituições financeiras, pois realiza a análise de dados e tendências comportamentais dos consumidores e clientes das instituições financeiras.

A startup utiliza o machine learning para apresentar aos varejistas a probabilidade de uma transação ser fraude, de acordo com dados internos e de bases como Serasa, Boa Vista, entre outros. No entanto, a Datarisk não identifica as pessoas ou retém informações pessoais, mantendo a privacidade dos usuários.

A Datarisk fornece essa inteligência aos clientes, permitindo que estes criem modelos preditivos próprios e construam as próprias soluções. Dessa forma, as empresas podem tomar decisões mais ágeis, precisas e seguras.

Criada há um ano, a solução da startup já foi além dos marketplaces. A Datarisk possui entre os clientes programas de milhagem do país, uma seguradora e operadora de cartão de crédito. Hoje, a startup está participando do Programa de Aceleração da Visa.

“Estar junto da Visa nesse processo de aceleração nos possibilita explorar as sinergias entre as empresas. Queremos abrir portas e apresentar nossas soluções de inteligência artificial a Visa e parceiros”, conta Gustavo Bernardo, sócio fundador da Datarisk.

A Datarisk está participando do programa de aceleração Visa na categoria Growth. A categoria possibilita que as startups façam um mês de imersão no Vale do Silício, no centro de inovação GSVlabs. Na categoria Growth e Start (para startups iniciantes), as empresas possuem consultoria de inovação em serviços digitais e aprendem com a mentoria de stakeholders Visa e especialistas do mercado.

A Visa busca startups de experiência em loja, IoT, automação comercial, soluções para e-commerce, gestão de vendas, além de fintechs focadas em pagamentos, gestão financeira, empréstimos, investimentos, financiamentos, seguros, bitcoin e blockchain. As inscrições para o programa de aceleração da Visa do 2º semestre já estão abertas e vão até 8 de julho – leia o regulamento e inscreva-se no Start e Growth.

Baixe já o aplicativo da StartSe
App StorePlay Store


Compartilhe:
Classifique: