Água: software gratuito economiza 20% em edifícios

Organize Meu Condomínio lança tecnologia para moradores gerenciarem consumo.

Especialista em startups e co-fundador do StartSe, maior ecossistema de startups do Brasil

11 de fevereiro de 2015

A crise hídrica que assusta São Paulo e grande parte do país tem gerado discussões sobre formas de conter o desperdício. Para promover o uso consciente da água, a startup Organize Meu Condomínio lança uma nova ferramenta para acompanhar o consumo em condomínios e economizar até 20%.

A plataforma é direcionada a síndicos, moradores e gestores em geral, tanto em edifícios residenciais quanto comerciais. Como o Organize meu Condomínio é uma plataforma na nuvem, basta o administrador do prédio cadastrar seu condomínio e configurar sua meta de consumo e seus os dados de medição de água individualizada. Além dos moradores acessarem o sistema e visualizarem seu histórico, com direito a gráficos comparativos, os síndicos conseguem monitorar o gasto nas áreas comuns.

“A quantidade de água utilizada em locais como garagens, piscinas e jardins não fica clara, já que a conta é recebida com o valor total. Com a nossa tecnologia, é possível segmentar por zonas, diminuir o desperdício e identificar quais consumidores não estão contribuindo com a meta”, explica Eduardo Souza, diretor de operações do Organize Meu Condomínio. Segundo ele, a redução do consumo nas unidades e áreas comuns na meta estabelecida em São Paulo de 20% é perfeitamente atingível, contanto que todos consigam visualizar onde estão os principais gastos; um exemplo é conseguir comparar unidades com o mesmo número de habitantes.

Com a Lei 14.018, que torna obrigatória este ano a individualização de água nos edifícios novos e antigos, a demanda pelo sistema deve crescer ainda mais. “Quando começar a fiscalização, a procura por uma solução que gerencie todas essas informações deve aumentar significantemente”, afirma o diretor de operações do Organize Meu Condomínio.

A funcionalidade do controle de consumo de água integra a versão gratuita da plataforma Organize Meu Condomínio, que também realiza reserva de áreas comuns, suporte ao morador, calendários de manutenção, gerenciamento de estoque e registro de visitantes/encomendas. Outras funcionalidades mais avançadas custam a partir de R$ 120 por mês. O sistema já é utilizado em 13 estados brasileiros por 118 condomínios e a meta é chegar a 1 mil edifícios até o final do ano.

Fonte: Press Works

Compartilhe:
Classifique: