Startup surge como alternativa viável ao SUS

A tecnologia vai possibilitar o acesso a saúde para milhares de pessoas

Especialista em startups e co-fundador do StartSe, maior ecossistema de startups do Brasil

8 de junho de 2017

Todo mundo sabe que o SUS, Sistema Único de Saúde, não consegue oferecer a agilidade e a qualidade necessária para a população brasileira.

E as alternativas – Planos de Saúde, consultas particulares – são cada vez mais caras e inacessíveis, principalmente em tempos de crise financeira.

Foi nesse cenário que nasceu a startup Salus, um serviço de agendamento de consultas particulares, checkups e exames médicos a preços populares, que vão de R$ 40 a R$ 120,00.

Funciona assim: o paciente acessa a Salus através do site, aplicativo, telefone ou Whatsapp. Depois, escolhe o médico ou tipo de exame, de acordo com a disponibilidade e preço. Depois, informa se a consulta é de urgência e recebe a confirmação da data e horário.

Normalmente, os atendimentos são agendados para datas muito próximas – prazo bem mais curto que os agendamentos através do SUS. Os serviços oferecidos englobam mais de 20 especialidades médicas, cerca de 70 procedimentos odontológicos, diversos serviços laboratoriais e exames de imagem.

Esse é um exemplo de como as startups podem transformar a área da saúde. Nesse cenário, criamos o Health Tech Conference, evento que reúne as melhores startups e mais de 500 profissionais da área da saúde.

É uma oportunidade para que médicos, profissionais da saúde, executivos de grandes empresas e indústria farmacêutica possam conhecer as startups mais inovadoras do mercado.

Mais informações pelo site do evento, clicando aqui.

Compartilhe:
Classifique: