Tesla planeja construir uma fábrica na China e produzir 500 mil veículos por ano

Segundo um porta-voz da Tesla, após a aprovação do governo chinês, serão necessário cerca de cinco anos até que a fábrica atinja sua meta da produção

Isabella Câmara é repórter do StartSe.

10 de julho de 2018

A Tesla planeja construir uma fábrica na China que poderá produzir cerca de 500 mil veículos por ano, de acordo com fontes da Bloomberg. A Bloomberg, citando pessoas familiarizadas com o assunto, diz que Tesla assinará um memorando de entendimento com o governo local em Xangai para a construção desta fábrica, que deverá alimentar o mercado chinês.

Essa notícia vem  um dia após a empresa informar que a montadora estava elevando o preço de seus carros na China, em mais de US$ 20 mil cada. Esse aumento de preço vem no meio de tensões comerciais entre os Estados Unidos e a China e é válido para o Model S e o Model X.

“Esperamos que a construção comece em um futuro próximo, após obtermos todas as aprovações e autorizações necessárias para tal”, disse um porta-voz da Tesla. “A partir daí, serão necessários cerca de dois anos até começarmos a produzir veículos e depois outros dois ou três anos antes que a fábrica seja totalmente montada para produzir cerca de 500 mil veículos por ano. A Tesla está profundamente comprometida com o mercado chinês e nós estamos ansiosos para construir ainda mais carros para os nossos clientes daqui”, completa.

Mas a notícia não é tão surpreendente assim. Há muito tempo, a Tesla vem tentando chegar a um acordo com as autoridades chinesas para a abertura de uma filial no país – segundo o Markets Insider, a montadora manteve conversas com o governo municipal de Xangai em outubro para a construção de uma fábrica na região. Além disso, segundo o CEO da empresa, Elon Musk, a previsão para iniciar a produção de carros na China é de 2020, o que casa com a previsão do porta-voz.

O ano tem sido uma montanha-russa para os acionistas da Tesla. Apesar da montadora ter anunciado recentemente que atingiu sua meta de produção no final de junho, a empresa passou por problemas com o fornecimento de dinheiro da empresa ao tentar produzir 5 mil Models 3 por semana, bem como enfrentou impasses na produção, sabotagem e até mesmo demissão em massa. Mesmo com os contratempos, segundo Musk, a Tesla “acabou de se tornar uma verdadeira empresa automobilística”.

Apesar de suas ações terem subido cerca de 7% este ano, a Tesla deve divulgar um prejuízo no segundo trimestre, embora ela esteja desenhando as ações para uma maior lucratividade no futuro. Porém, segundo os analistas consultados pela Bloomberg, a montadora de carros elétricos também registrará uma receita de US$ 4,1 bilhões no início de agosto. O setor de mobilidade está em constante mudança e a Tesla é uma das mais promissoras empresas da área. A fim de ajudar as pessoas a se manterem conectadas e por dentro de todas as tecnologias voltadas para essa indústria, a StartSe lançou um evento focado no futuro da mobilidade urbana, o MobilityDay! Inscreva-se! 

Baixe já o aplicativo da StartSe
App StorePlay Store


Compartilhe:
Classifique: