Softbank vai investir US$ 400 milhões em startup de delivery indiana

O Softbank pode investir de US$ 200 a US$ 400 milhões na startup Zomato – no momento, empresas estão em fase de conversação

Tainá é repórter da StartSe

18 de maio de 2018

O Softbank é uma corporação multinacional japonesa especializada em telecomunicações e internet, mas também é conhecida por ser uma das maiores investidoras do mundo em startups – investindo nas áreas mais disruptivas da tecnologia para a economia mundial. O Softbank possui em seu portfólio de investimentos em empresas como Uber, 99 e Nvidia. Agora, segundo o The Economic Times, a Softbank poderá comprar o Zomato.

Uma fonte disse ao jornal que o Softbank estava buscando investir em uma startup indiana de delivery, com planos de investimento entre US$ 200 milhões e US$ 400 milhões. A mesma fonte também citou que a corporação está em fase de conversação com a Zomato, startup que atende a estas expectativas.

No ano passado, o Softbank também foi visto em conversação com a Swiggy, também uma startup de delivery de comida. O boato é que a corporação poderia investir cerca de US$ 250 milhões para impulsionar o crescimento da startup, mas nenhuma novidade surgiu da negociação – ao menos até o momento.

O mercado de delivery indiano hoje é dominado pelas startups Zomato e Swiggy. A empresa de pesquisa e consultoria RedSeer Consulting estima que este mercado cresceu 15% no ano passado. É um mercado de US$ 740 milhões, de acordo com o que a consultoria apurou em abril de 2017.

O Softbank espera tomar uma decisão do investimento até o final deste ano. Masayoshi Son, CEO da empresa, disse no mês passado que o Softbank deverá investir mais do que o esperado de US$ 10 bilhões no país até 2024. A corporação já investiu US$ 8 bilhões desde 2014 – grande parte através do seu fundo de investimentos em tecnologia Vision Fund.

A discussão do investimento na Zomato levanta outras possibilidades, como o lançamento de um segundo fundo de investimentos como o SoftBank. Se lançado, espera-se que o novo fundo tenha US$ 100 bilhões de capital para investimento e que seja lançado até 2019.



(Via Business Insider)

Compartilhe:
Classifique: