Brasileira CargoX, Uber dos caminhões, recebe investimento de R$ 65 milhões

Apesar do investimento, os planos da empresa ainda são se especializar e crescer no Brasil antes de expandir internacionalmente

Tainá é repórter da StartSe

8 de novembro de 2017

Fundada em março de 2016, a CargoX conecta motoristas de caminhões com pessoas que querem transportar objetos – os embarcadores. A empresa triangula e monitora as viagens dos caminhoneiros para aproveitamento de espaços ociosos e de retorno, o que a faz ser chamada de “Uber dos caminhões”. A intermediação da CargoX diminui o custo para os clientes e traz mais demanda para os motoristas até nas viagens de retorno.

O investimento de série C de US$ 20 milhões (cerca de R$ 65 milhões) foi conduzido pela Goldman Sachs. George Soros (um dos maiores investidores de toda história), Qualcomm Ventures, Agility Logistics e a Valor Capital Group também participaram da rodada. No total, a CargoX já foi investida em US$ 34 milhões (mais de R$ 100 milhões).

Receba as novidades mais quentes da Tecnologia no mundo em seu e-mail.

A CargoX utiliza big data e uma boa logística para monitorar os caminhoneiros e as cargas. O CEO da CargoX, Federico Vega, informou ao Techcrunch que logo a empresa começará a usar GPS para informar ainda mais precisamente a localização de todas as cargas. A tecnologia ainda permitirá uma maior otimização de rotas para os fretes.

“Deveríamos ter caminhões que nunca estão andando vazios – e para os caminhoneiros, o tempo de espera deveria ser inexistente ou mínimo”, afirma Vega. O objetivo da CargoX não é ser uma transportadora, mas algo além.

Por enquanto, a empresa está apenas coletando dados. O próximo passo é utilizá-lo. Oscar Salazar, investidor e diretor da empresa, afirma que a CargoX deverá unir o uso de machine learning para ajustar preços em tempo real.

Mesmo com o grande investimento, os planos da CargoX ainda são conquistar o Brasil. O CEO Federico Vega afirma que o Brasil é uma grande oportunidade para a startup devido à alta proporção de fretes por caminhões no país. No Brasil, o transporte rodoviário é o meio mais popular para transporte de cargas devido às poucas estradas de ferro no país.

Melhorar a logística é um dos desafios do Brasil para os próximos anos e que pode trazer reais ganhos de produtividade para nossa economia. Um dos setores que mais podem se beneficiar deste tipo no Brasil é o setor de varejo – lojistas podem usar soluções como a CargoX para diminuir custos com frete e transporte ao redor do Brasil, por exemplo. Teremos um evento inteiro dedicado ao assunto ocorrendo no início de dezembro – clique aqui e garanta sua participação com desconto.

Compartilhe:
Classifique: