Bradesco lança espaço de co-working e laboratório de inovação

Luca Cavalcanti do Bradesco apresentou a novidade no Corporate Startup Innovation da StartSe

Tainá é repórter da StartSe

13 de dezembro de 2017

O Corporate Startup Innovation Conference é o evento da StartSe que está acontecendo hoje. Em um dos painéis, Luca Cavalcanti, Diretor Executivo de Pesquisa, Inovação e Canais Digitais do Bradesco anunciou que o banco está criando um espaço de co-working para startps: o Habitat.

O Habitat faz parte do programa de startups do Banco Bradesco, o inovaBra Startups. No programa, startups inscrevem-se e passam por um processo seletivo. As startups selecionadas para produção e entrega possuem 6 meses para o desenvolvimento e evolução de um modelo de negócio, com auxílio de mentores especialistas de diversas áreas do Bradesco. Durante o programa as empresas se preparam para receber investimentos e poderá crescer entre os clientes e parceiros do banco.

“Nós aprendemos com as startups, que passam por uma seleção e fazem parte da escalabilidade que podemos proporcionar”, comentou Luca Cavalcanti.

Co-working

O Habitat do Bradesco comportará o ecossistema inteiro de startups. Além das próprias empresas, mentores, investidores, empresas grandes e médias que buscam inovação também terão um espaço reservado no prédio. Dos 10 andares (e um lounge na cobertura), 5 são reservados para startups com tecnologia de blockchain, internet das coisas (IoT), inteligência artificial, big data e algoritmos, e API e plataformas digitais.

O prédio contará com uma agência do Bradesco no térreo que contará com um tratamento diferenciado para startups. O time de colaboradores será treinado para lidar com essas empresas, que estão em formação e começando a tracionar.

“O que a gente busca no Habitat não são grandes escritórios ou grandes empresas. O que queremos criar é um diálogo de inovação colaborativa”, comentou Cavalcanti. O objetivo do co-working não é apenas criar valor para a empresa, mas também criar mercado. É por isso que o último andar do prédio, o skylounge com vista para a cidade de São Paulo, será uma área com café para a criação de networking.

“Tem um movimento muito bonito acontecendo. Estamos criando o co-working com muito cuidado e bom senso, abrindo as portas pela primeira vez nessa semana”, comentou o executivo. O co-working é administrado pela WeWork, uma rede de co-working com unidades em todo o mundo. Ainda há vagas disponíveis para empresas no local.

E, ainda além do co-working em São Paulo, o Bradesco está criando escritórios em Londres e Nova York para conectar-se com as startups desses locais.

Laboratório de inovação

O Bradesco também dará um passo à frente na inovação criando um laboratório de desenvolvimento do banco, chamado Lab. No laboratório serão criadas e testadas as provas de conceito com redes e salas próprias de computadores. O Lab também será um espaço de trabalho colaborativo, mas que centralizará o trabalho de 19 laboratórios do Bradesco.

O Lab será localizado em Alphaville e trará um ambiente com experimentação, homologação, hackathons e eventos.

Compartilhe:
Classifique: