IBM lança sistema para melhorar inteligência artificial

O processador Power9 é a estrela do sistema, que acelerará a leitura de dados, ultrapassando os concorrentes

Tainá é repórter da StartSe

6 de dezembro de 2017

Em um comunicado lançado no dia 5 de dezembro, a IBM discutiu uma nova necessidade do mundo da tecnologia: ferramentas para lidar com a alta demanda de dados trazidos pela inteligência artificial.

A empresa, que já lançou a inteligência artificial Watson e uma plataforma em nuvem que também utiliza essa tecnologia, criou o POWER9 – o primeiro processador criado especialmente para a I.A. Ele faz parte do “IBM Power System Servers”, sistema desenvolvido pela empresa para trazer maior excelência à inteligência artificial.

O Power9 possui a tarefa simples, mas desafiadora: acessar e apresentar dados mais rapidamente do que os concorrentes. A IBM afirma que a tecnologia quebra a barreira da experimentação e explora totalmente a inteligência artificial, trazendo insights para negócios de qualquer setor.

A inteligência artificial é um protagonista ativo nos setores como varejo, segurança e saúde, por exemplo. No varejo, tem sido utilizada para melhorar o atendimento ao cliente. Essa tecnologia é um dos principais expoentes da Nova Economia, que traz inovações disruptivas que mudam o mundo. A inteligência artificial e machine learning será abordada no evento 2018, que contará como a revolução da Nova Economia poderá mudar o mundo a curto e longo prazo. Confira.

O sistema acelerará a performance nas inteligências artificiais que utilizam Chainer, TensorFlow e Caffe, acelerando também base de dados como o Kinetica.

A IBM tem trabalhado nos chips Power9 há mais de quatro anos. A empresa comentou que o novo sistema de processamento é o primeiro com a tecnologia PCI-Express 4.0, NVLink Nvdia da próxima geração e OpenCAPI. Juntos, os componentes aceleram a leitura de dados em até 9.5x mais rápido do que o sistema concorrente PCI-E 3.0 baseado nos chips compatíveis da Intel x86.

Confira a apresentação em vídeo do sistema, feita pela empresa:

“Construímos uma potente que mudará o cenário da inteligência artificial e outros trabalhos cognitivos”, disse Bob Picciano, vice-presidente sênior da IBM Cognitive Systems, em um comunicado. “Além de ‘armar’ os computadores mais poderosos do mundo, o IBM Power9 Systems é projetado para que empresas escalem ideias, gerando descobertas científicas que permitam resultados transformacionais em todas as indústrias”, finaliza.

O Google foi uma das empresas que já se pronunciaram positivamente sobre o novo sistema. “O Power9 OpenCAPI permite que maiores capacidades de memória tragam novas oportunidades de inovação nos datacenters do Google”, afirmou Bart Sano, vice-presidente do Google Platforms, também em um comunicado.

(Via Venture Beat)

Participe do maior censo de startups do Brasil! Não deixe de entrar no grupo de discussão da StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

E caso você tenha em patrocinar os eventos da Startse, entre em contato no patrocinio@startse.com.

Receba o melhor do nosso conteúdo para te ajudar

Compartilhe:
Classifique: